Pizza do Faustão


Deliciosas receitas! Com receitas do papa da culinária italiana Massimo Ferrari e apresentação de Fausto Silva, o livro "Pizza do Faustão", que o Globo Estilo está lançando, traz um pouco de história desse prato tão consumido pelos brasileiros e os 14 mandamentos de uma boa pizza, para além de 51 receitas, com fotos incríveis que mostram o passo a passo de pizzas como Aperitivo, Clássicas, Inventadas, dos Famosos e Doces.

Vale a pena adquirir este livro. Eu o conheci e RECOMENDO!

Quem poderia imaginar que essa iguaria – uma mistura de farinha de cereais com água – teve origem cerca de dez mil anos atrás no Oriente Médio e que os fenícios deram uma contribuição fundamental à receita? Criaram a cobertura, que levava carne e cebola – mal sabiam eles que a “redonda” atual passaria a ser feita com dezenas de ingredientes. Mas foi em Nápoles que a pizza se popularizou: era vendida em barracas nas ruas, dobradas ao meio, e até com pinhão como recheio! E foi nesse porto, por intermédio dos espanhóis, que o molho de tomate – ingrediente essencial – desembarcou. Pronto, a receita como é conhecida hoje estava concretizada.

Em Pizza do Faustão, o leitor aprenderá a fazer a massa e o molho de tomate, básicos para que qualquer receita se torne saborosamente gostosa. E um dos 14 mandamentos trata justamente da massa: ela precisa descansar por 10 minutos depois de aberta e por 5 minutos depois de assada – esse é o segredo para que mantenha a sua crocância.

No capítulo pizzas como Aperitivo, uma novidade: pizza de mortadela com geleia de damasco – afinal, a mortadela é um ingrediente bastante popular, que agrada quem prefere um sabor mais acentuado, e a geleia de damasco faz um contraponto, por dar um gosto mais azedinho à receita. Já tradicional A Marguerita aparece em Pizzas Clássicas. Ela ganhou esse nome por causa da rainha Margherita, da Itália, que jamais havia experimentado uma pizza antes e tinha, como era sabido, um exigente paladar. Em pizzas Inventadas, o leitor pode se surpreender com a audácia de Massimo Ferrari ao incluir batata chips e hot dog em uma receita – ele não esqueceu nem mesmo a mostarda! O sabor é inconfundível e certamente vai fazer sucesso entre a garotada.

E se até camarão já é “permitido” em uma pizza – ele pode vir acompanhado de alcachofra –, o que dizer do quindim? Visualmente bastante colorida, a receita leva creme de leite e coco ralado como base para os doces, que devem ir ao forno para ficar corados.

Clique aqui para mais detalhes ou para comprar o livro.

Minha Opinião

Eu tive a oportunidade de conhecer este livro. Fui à casa de minha sogra pois era aniversário dela para um almoço.

Os convidados foram chegando como de costume e entregando os presentes.

Almoçamos e depois da sobremesa (e que sobremesa: pudim, torta alemã e mousse de morango...) chegou a hora de abrir os presentes.

Um deles (por sinal, de muito bom gosto) foi o livro "Pizza do Faustão". Esperei que ela agradecesse ao convidado pelo presente e na primeira oportunidade peguei o livro.

O livro possui capa dura, muito bem elaborada. Inicia-se com um ótimo texto escrito pelo próprio Faustão, onde ele diz de forma bastante interessante, que "expert" em cozinha não é somente o cozinheiro, mas também quem come! Nesse ponto concordo com ele... (rs).

São 50 receitas de pizzas que são categorizadas em: pizza aperitivo, pizza tradicional, pizza inventada e pizza doce.

Cada receita possui fotos que explicam como fazer passo-a-passo, bem como fotos da própria pizza depois de pronta para servir.

Eu, que sou leigo em preparo de alimentos, percebi que é bem simples. São receitas fáceis e de dar água na boca. Além disso, é um livro muito bonito, de fácil leitura. Ideal para quem gosta de cozinhar e um excelente presente.

Além de várias receitas, você aprenderá a preparar a massa e o molho. Tudo muito bem ilustrado e explicado.

Gostei do que vi. Se você gosta de cozinhar ou quer presentear alguém que gosta, RECOMENDO que compre este livro. É excelente!