Pizza do Faustão




Deliciosas receitas! Com receitas do papa da culinária italiana Massimo Ferrari e apresentação de Fausto Silva, o livro "Pizza do Faustão", que o Globo Estilo está lançando, traz um pouco de história desse prato tão consumido pelos brasileiros e os 14 mandamentos de uma boa pizza, para além de 51 receitas, com fotos incríveis que mostram o passo a passo de pizzas como Aperitivo, Clássicas, Inventadas, dos Famosos e Doces.

Vale a pena adquirir este livro. Eu o conheci e RECOMENDO!

Quem poderia imaginar que essa iguaria – uma mistura de farinha de cereais com água – teve origem cerca de dez mil anos atrás no Oriente Médio e que os fenícios deram uma contribuição fundamental à receita? Criaram a cobertura, que levava carne e cebola – mal sabiam eles que a “redonda” atual passaria a ser feita com dezenas de ingredientes. Mas foi em Nápoles que a pizza se popularizou: era vendida em barracas nas ruas, dobradas ao meio, e até com pinhão como recheio! E foi nesse porto, por intermédio dos espanhóis, que o molho de tomate – ingrediente essencial – desembarcou. Pronto, a receita como é conhecida hoje estava concretizada.

Em Pizza do Faustão, o leitor aprenderá a fazer a massa e o molho de tomate, básicos para que qualquer receita se torne saborosamente gostosa. E um dos 14 mandamentos trata justamente da massa: ela precisa descansar por 10 minutos depois de aberta e por 5 minutos depois de assada – esse é o segredo para que mantenha a sua crocância.

No capítulo pizzas como Aperitivo, uma novidade: pizza de mortadela com geleia de damasco – afinal, a mortadela é um ingrediente bastante popular, que agrada quem prefere um sabor mais acentuado, e a geleia de damasco faz um contraponto, por dar um gosto mais azedinho à receita. Já tradicional A Marguerita aparece em Pizzas Clássicas. Ela ganhou esse nome por causa da rainha Margherita, da Itália, que jamais havia experimentado uma pizza antes e tinha, como era sabido, um exigente paladar. Em pizzas Inventadas, o leitor pode se surpreender com a audácia de Massimo Ferrari ao incluir batata chips e hot dog em uma receita – ele não esqueceu nem mesmo a mostarda! O sabor é inconfundível e certamente vai fazer sucesso entre a garotada.

E se até camarão já é “permitido” em uma pizza – ele pode vir acompanhado de alcachofra –, o que dizer do quindim? Visualmente bastante colorida, a receita leva creme de leite e coco ralado como base para os doces, que devem ir ao forno para ficar corados.

Clique aqui para mais detalhes ou para comprar o livro.

Está gostando deste artigo?

Coloque seu email abaixo e receba primeiro as opiniões e resenhas sobre os livros que compro e leio.



Minha Opinião

Eu tive a oportunidade de conhecer este livro. Fui à casa de minha sogra pois era aniversário dela para um almoço.

Os convidados foram chegando como de costume e entregando os presentes.

Almoçamos e depois da sobremesa (e que sobremesa: pudim, torta alemã e mousse de morango...) chegou a hora de abrir os presentes.

Um deles (por sinal, de muito bom gosto) foi o livro "Pizza do Faustão". Esperei que ela agradecesse ao convidado pelo presente e na primeira oportunidade peguei o livro.

O livro possui capa dura, muito bem elaborada. Inicia-se com um ótimo texto escrito pelo próprio Faustão, onde ele diz de forma bastante interessante, que "expert" em cozinha não é somente o cozinheiro, mas também quem come! Nesse ponto concordo com ele... (rs).

São 50 receitas de pizzas que são categorizadas em: pizza aperitivo, pizza tradicional, pizza inventada e pizza doce.

Cada receita possui fotos que explicam como fazer passo-a-passo, bem como fotos da própria pizza depois de pronta para servir.

Eu, que sou leigo em preparo de alimentos, percebi que é bem simples. São receitas fáceis e de dar água na boca. Além disso, é um livro muito bonito, de fácil leitura. Ideal para quem gosta de cozinhar e um excelente presente.

Além de várias receitas, você aprenderá a preparar a massa e o molho. Tudo muito bem ilustrado e explicado.

Gostei do que vi. Se você gosta de cozinhar ou quer presentear alguém que gosta, RECOMENDO que compre este livro. É excelente!

2 comentários:

  1. so faltou o link pra download..o blog nao chama ebooks p/ donwload ???

    ResponderExcluir
  2. Olá Cauê! Tudo bem?

    O blog tem o nome "ebooks para download" em seu link e o "nome de batismo" como "Mundo do Livro". Nisto, sua observação está correta.

    Criei este blog para oferecer livros para download para que leitores interessados tenham acesso a conteúdo gratuitamente, que talvez de outra forma, poderiam não ter acesso. E esta ideia continua firme até hoje, caminhando de mãos dadas com o meu gosto por livros e afins.

    Coloquei no blog vários livros, trabalhos e semelhantes que podem ser acessados ou baixados gratuitamente pois tem autorização para tal. Então, o nome que está no link do blog procede.

    No entanto, também divulgo livros que não tem autorização para baixar gratuitamente pois possuem direitos autorais. Estes, podem ser adquiridos e, no caso, eu também os divulgo porque se você reparar, também é uma forma de oferecer conteúdo. Claro que não é gratuito como já expliquei anteriormente, mas qualquer pessoa pode ver que tal livro possui algo que o interessa. E, se realmente for uma vontade ter o livro, ela pode adquirir a obra. Isto, claro, como mencionei, se for uma vontade sincera. É justo pagar por um livro que possui direitos autorais, já que o autor colocou desta forma. É um conhecimento que ele oferece que talvez de outra forma não chegaria a ninguém.

    O fato de o livro ser pago e estar aqui, neste blog, não frusta o objetivo: divulgar livros e conteúdo. Pagos ou não, são livros e possuem conteúdo. A forma como é distribuída é um detalhe, de opção do autor. Mas, em essência, é conhecimento em forma de livro.

    Este livro específico não estará disponível para download enquanto isto não for autorizado. É questão de respeito ao trabalho do autor. Para você ter uma ideia do que estou querendo lhe dizer, existe um livro que divulgo aqui chamado "A menina do Vale", de Bel Pesce. No começo, você teria que pagar por ele se desejasse ler. Há algum tempo, pelo site do "Iba", ele é gratuito. E não é cópia pirata: a distribuição gratuita foi autorizada. Hoje, você já encontra ele disponível para download gratuitamente aqui.

    É uma forma que acho justa trabalhar. É bom para mim, para o autor e para você também.

    Qualquer coisa, é só falar. Estou à disposição!

    Grande abraço!

    ResponderExcluir